segunda-feira, 10 de Março de 2008

Feira de Artesanato Bairro de Benfica - Luanda

07h00 - Sábado - Feira de artesanato em Benfica, trânsito, trânsito, trânsito e mais trânsito, para fazer +- 20 km demorei +- 3 horas.

Cheguei, ufa, a feira é um sítio onde gente de todo o lado se reune para vender as suas obras (Angola, Congo, Zaire, Namíbia), dá para encontrar de tudo e nos mais diversos tipos de madeiras (pau preto, pedra, sabão, o famoso o tál de cabinda, etc), jogos de xadrez, estátuas, mesas trabalhadas, telas e máscaras as minhas preferidas, o assédio é constante, és completamente rodeado, perseguido mesmo, basta colocares os olhos em alguma coisa numa das bancas esse tipo já não te larga. A minha procura pela bela pechincha começou, vi uma máscara logo na primeira banca que gostei, perguntei o preço e o "artista" disse de boca cheia:

- Meu cota, meu camba (meu amigo, companheiro, algo assim) preço barato 8000 Kz (80 euros)

- Quê???? Dassss, porrr***, tás a gozar comigo, como é então você????? Eu sou muito angolano, sou pula mas a mim não me enganas. (isto sou eu a falar com sotaque e a praguejar ao mesmo tempo para parecer cá da terra)

- Meu cota, leva mais que uma eu faz bom preço, eu faz 8000 kz por duas máscaras.

Ok, bastou um exclamação e já era metade do preço, não estava a correr mal, eu sempre a andar e o gajo não me largava.

- Ouve deslarga-me que eu vou ver o resto da feira, já falamos mais.

Cheguei a outra banca onde vi máscaras mais do género que eu procurava (velhas, antigas, sujas, encardidas mesmo, com terra e a cheirar a fumo), lindas de tão feias, tão a ver, certo?

- Meu cota, quanto valem as máscaras?

- Vali 3000 kz, as grandi.

- Quê???? Dassss, porrr***, tás a gozar comigo, como é então você????? Eu sou muito angolano, sou pula mas a mim não me enganas. (a mesma cassete)

- Quanto quer ofiriceri????

- Bem eu quero levar 5 máscaras se me fizeres 1000 kz, cada.

- Ai pouco dinheiro não podi ser, artista perde dinheiro, não tem como e tal e coisa.

Eu comecei a andar...

- Padrinho, padrinho, vem, vem, faz 5000 kz 3 máscara.

- Não assim não!

tic tac tic tac tic tac

- Pronto então faz 5 máscara 6000 kz, para ajudar o artista, para poder trabalhar com material milhor.

- Ok, Vado (nome do artista) mete aí isso num saco, mas ainda vais dar uma das mais pequenas de oferta?

tic tac tic tac tic tac

E ele lá ofereceu uma pequena até bem gira.

Com isto tudo, já eu estava depenado em 6000 kz (60 euros), nem sequer acho que fiz grande negócio isto porque algumas das máscaras são mesmo rústicas, menos vendáveis, normalmente as pessoas compram aquelas todas brilhantes e envernizadas, com mais um quarto de hora de conversa tinha baixo o preço.

Lá vou eu para o carro e quem aparece, o "artista" da 1ª banca, com um saquinho na mão com a máscara, a dizer que eu lhe tinha prometido que comprava.

1º - não tenho dinheiro kuanzas, só alguns dolars
2º - a máscara era bem bonita, mas limpinha de mais para o meu gosto
3º - a insistência e a perseguição foi tanta que não me apetecia comprar aquele tipo

- Como é broxo (esta é outra para amigo) não tenho kuanzas, tenho aqui 20 dolars (14 euros) aceitas? É pegar ou largar, vou entrar no carro para ir embora, tu pediste muito dinheiro e eu fui comprar a outro lado.

- Ok meu cota leva lá a máscara, na próxima vez compra outra na minha banca.

Missão cumprida, mais umas horas e estou em casa para almoçar, lanchar ou quiçá a tempo de jantar.

6 comentários:

david disse...

tu vais conseguir acabar com a economia desse país! muito gostas tu de negociar

TRE disse...

Eles é que pedem à parva, aqui tenho que puxar da minha costela marroquina...

Luandense disse...

Mas diga lá,
vc a acha k o vendedor te vendendo uma mascara á 1000kz, ele ganha muito?, quantas mascaras ele concegue fazer num dia , e quanto gasta em material,? vc n axa injusto o k fez. Será k akele pobre homem k vive desse trabalho esta com tanto dinheiro assim, ? se for isso entao ele ja tinha deixado esse trabalho cansativo.
O que axo é k todos deveriamos valorizar mais a arte e os artistas.
com isso k li no seu blog, apenas vejo k vc é um barateiro k se diverte contando o seu dom de pressuasao, sem pensar k atras dakele homem existem crianças com fome, e k a mascara k o pai fez nao da pra fazer uma refeicao condigna.
Pense bem , um vendedor dakeles vende mais aos fins de semana, k é altura de mais movimentos, vc axa mesmo k com essas vendas fracassadas ele melhorara de vida?, eu nao axo nao.
Por isso meu caro , nao se envaideça com esse tipo de conto, mais sim, ajude valorizando o trabalho dos outros.
obrigada
Ana

TRE disse...

Cara Ana,

Não entendo muito bem onde quer chegar com este comentário, pelo que sei não existem trabalhos fáceis todos acarretam dificuldades e em todos eles nos sentimos um pouco injustiçados, para um artesão ou para um gestor, não será muito diferente.

Tenho consciência tranquila com a compra que fiz, sei que ao comprar 6 ou 7 máscaras ajudei aquele artesão a pagar a matéria-prima bem como a sua criatividade, numa proporção justa ou não isso é de uma subjectividade extrema e imensurável, para mim pareceu-me justo e estou convicto que para o artesão também, caso contrario ele não tinha efectuado a venda, não o obriguei a nada, fechámos negócio cordialmente com um aperto de mão e com a promessa de lhe fazer mais compras.

Continuo sem perceber como é que alguém se acha com poder para avaliar uma compra sem analisar o contexto e as peças vendidas, para fazer tal juízo de valor, no entanto não me sinto incomodado com isso, pois defendo a total liberdade de expressão e de pensamento.

Seja bem-vinda a este meu cantinho sem qualquer rancor, será bem recebida sempre, pode ter a certeza que vai partilhar este espaço com alguem que valoriza muito a cultura Angolana em todos os seus espectros e que lhe dá o devido valor inclusive o financeiro.

Cumprimentos.

Paulo Marcio disse...

Olá amigo, em julho irei a Angola fazer um trabalho e gostaria de comprar algumas máscaras ou esculturas. Você sabe dizer se há feiras de artesato nos outros dias da semana ou só essa aos sábados?
Poderia me indicar onde comprar artesanato por um bom preço? Qual é a melhor moeda pra utilizar aí? Euro, dolar ou Kwanza?
Obrigado, Paulo Márcio (Brasil)

ana disse...

procuro quem venda estatuas em madeira de pau preto bijuterias roupas a bons precos para portugal para futura loja aguardo contacto por mail ananuno13@hotmail.com se alguem conhecer alguem interessado em parceria ou os proprios artesaos aguardo contacto para o mail